Guias lineares: como fazer a escolha certa?

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

As guias lineares são componentes essenciais de qualquer sistema de automação industrial. Em versões diferentes, como as com aba e as sem aba, permitem o deslocamento de itens e a integração entre partes do sistema.

Com a intenção de alcançar esses e outros objetivos, é essencial fazer uma escolha adequada. Entre as diversas opções do mercado, algumas se destacam por reunir as qualidades ideais.

Na sequência, você poderá ver como selecionar as guias lineares corretamente e prepare a configuração ideal. Confira!

Verifique a possibilidade de intercambialidade

Considerar as demandas específicas do projeto de sistema de automação é o mínimo necessário. Para comprar itens para o seu funcionamento, é preciso pensar em questões de tamanhos, nível de altura e aplicabilidade.

No entanto, pode ser preciso fazer uma substituição em algum momento. Para que as guias lineares não levem à exigência de realizar grandes trocas no futuro, o ideal é conferir se elas são intercambiáveis.

Uma peça com essa característica deve seguir padrões internacionais de medidas, além de estar alinhada com os principais fabricantes do mercado. Ao fazer essa escolha, você tem a certeza de poder fazer a troca sem ter que alterar o projeto mecânico.

guias lineares

Confira como é a instalação das guias lineares

Outro aspecto importante é que esses equipamentos precisam ser de fácil instalação. Como têm grande influência na movimentação de carga e até do motor, as guias não podem gerar dificuldades extras no projeto.

Por causa disso, veja se a implementação é simples ou se existe algum obstáculo para a operação em condições necessárias para o empreendimento. Quanto mais fácil for colocar os trilhos no lugar, melhor é a aquisição.

Pense na manutenção e na vida útil

Obter o melhor retorno sobre o investimento é desejável ao escolher guias lineares. Por isso, vale a pena considerar, dentro dos usos previstos, qual é a vida útil e a necessidade de manutenção.

O ideal é que o componente ofereça precisão de posicionamento e capacidade de repetir os movimentos durante um longo período. Também é fundamental que o baixo atrito se prolongue, de modo a evitar perdas ao longo da movimentação.

Por outro lado, uma manutenção complexa ou demorada não ajuda ninguém. Então, o ideal é que o processo seja feito de maneira simples e menos frequente, de modo a aumentar a produtividade.

Considere quais são os níveis de qualidade

Para que a compra seja realmente interessante, é preciso ter a certeza de que as guias lineares apresentam o máximo de qualidade. Além das dimensões, elas devem ser feitas com materiais adequados e voltadas para um uso versátil.

O fornecedor de peças também deve implementar boas práticas de qualidade industrial e padronização. Com uma compra correta nesse sentido, é possível aproveitar todos os impactos positivos e conquistar um sistema robusto.

As guias lineares precisam ser escolhidas de acordo com certos aspectos, de modo a manter a qualidade de atuação. Com essas dicas, será possível fazer as melhores compras e obter ótimo desempenho.

Se ainda estiver na dúvida sobre a solução, veja como acertar na escolha das marcas para os produtos de automação.

Comentário no facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×