Arduino: o que é, para que serve, como funciona e tipos
Dicas para projetos

Arduino: o que é, para que serve, como funciona e tipos

Arduino o que é? Pra que serve isso? Esta é a expressão de muita gente quando se depara com esta palavra pela primeira vez. E você sabe o que é? Conhece esta inovação tecnológica criada em 2005?

Continue lendo este artigo para ficar por dentro do que é, para que serve e como funciona o Arduino e, também, para ver o que é possível fazer com ele.

Além disso, conheça ainda do que é feita esta tecnologia, quais tipos existem e como utilizá-la.

Desejamos que esta leitura seja esclarecedora para você, cliente Kalatec.

O que é um arduino?

O que é um arduino?

O arduino é uma plataforma de prototipagem (processo de criação e fabricação de protótipos), open source (código aberto), criado para que o desenvolvimento de projetos tivesse um preço acessível para qualquer pessoa.

Ele é um dispositivo que facilita a elaboração de projetos robóticos, operando como uma mente eletrônica programável, de fácil uso e com várias portas para conexões com módulos e sensores.

Essa plataforma interage com qualquer ambiente por meio de hardware e software e pode ser ligado a um computador ou uma rede para o recebimento e envio de dados.

Seu objetivo é testar produtos em desenvolvimento, com baixo custo, a fim de descobrir as possíveis falhas e as capacidades do projeto, durante a prototipagem.

Foi criado na Itália, em 2005, por Massimo Banzi, David Cuartielles, Tom Igoe, Gianluca Martino e David Mellis, que tinham em mente auxiliar estudantes sem conhecimento em programação e eletrônica.

Depois, novos tipos mais modernos e potentes foram criados para atender diferentes aplicações, como impressoras 3D e aplicativos IoT.

Por ser uma plataforma de código aberto, milhares de pessoas têm feito inúmeras modificações e lançado novas versões desta placa, o que tem gerado uma grande quantidade de diferentes versões no mercado, com variados preços e aplicações.

Em suma, o arduino é uma plataforma eletrônica de prototipagem open-source e hardware livre, de fácil utilização, projetado através de um microcontrolador de programação específico, com pinos de entrada e saída.

Na Kalatec, você encontra motores de passo 4 fios para arduino.

Para que serve o arduino?

O Arduino serve para facilitar o aprendizado de programação, ensinando as pessoas a desenvolverem projetos de eletrônica e de robótica, automatizar escritório, criar um novo brinquedo ou jogos, etc.

A lista de possibilidades é enorme. Com a conexão com outros acessórios, como displays, módulos de relés, teclados, dentre outros é possível controlar abertura de portas e cortinas, controlar volume de som e muito mais.

Pesquisadora brasileira desenvolve nariz eletrônico para avaliar cerveja.

“Com uma série de sensores acoplados a um arduino (placa microcontroladora), o e-nose detecta compostos indesejáveis em amostras de cervejas”.

É uma tecnologia que serve para automação de residência, por exemplo, trancando e destrancando portas eletronicamente, ou acendendo e apagando lâmpadas automaticamente.

Ele serve ainda como dispositivo de segurança residencial, com programação de alarme inteligente, sensores de movimento, sirenes, câmeras, etc. Enfim, é uma ferramenta com infinita utilidade residencial, comercial e industrial.

Confira os melhores motores de passo para trabalhar com arduino

Como funciona um arduino?

Com um funcionamento simples, o arduino facilita o controle de sistemas interativos em ambientes doméstico e comercial, da mesma forma que o CLP (Computador lógico programável) controla os sistemas industriais.

A placa funciona através de pinos que a conecta a um circuito eletrônico e, através dessa conexão, controla o circuito, enviando e recebendo informações. Para isso é necessário um software, baixado e instalado em um computador.

O software instalado no Arduino irá determinar todos os comandos feitos pela placa para a realização das tarefas. Ele definirá o início, o tempo de duração, o fim dos processos e as repetições dos mesmos.

A linguagem para a programação é feita em código, semelhante à linguagem C/C++, que após passar pelo compilador, é traduzida para um código compreensível pela placa.

Essa programação é feita por meio do programa IDE Arduino (baixado diretamente do site oficial arduino.cc) e a conexão com o computador via cabo USB, permitindo que os comandos definidos no programa sejam devidamente transferidos até a placa.

O que é possível fazer com um arduino? Como utilizar?

O que é possível fazer com um arduino? Como utilizar?

Como você já pôde perceber, o Arduino possui infinitas possibilidades de utilização. Por isso, com ele, é praticamente executável qualquer atividade. Segue abaixo uma pequena lista de coisas que essa tecnologia consegue fazer:

  • Controle de temperatura: perfeito para você que precisa manter algo em uma temperatura definida;
  • Sistema de alarme inteligente: com detecção de movimentos e som de alarme. Útil para residência, escritório, comércio etc.;
  • Detector de batidas: programa que detecta um padrão de batidas na porta e que só abre quando as batidas seguirem uma ordem correta;
  • Sistema automático de irrigação: este sistema tem a capacidade de irrigar seu jardim, sua área agrícola ou suas plantas de vaso de forma automática;
  • Detecção de fumaça: consiste em um sistema que detecta fumaça e outros gases inflamáveis utilizando o sensor de gás MQ-2;
  • Colete de LED para ciclistas: o colete irá sinalizar, por meio de luzes de LEDs, quando o ciclista fará conversões à esquerda ou à direita;
  • Árvore de Natal com LED: com controle do brilho das lâmpadas e até um toque musical comemorativo.

As oportunidades com um Arduino são inúmeras, por isso existem várias formas de utilizá-lo. Você pode fazer uso dele para criar um brinquedo, melhorar um equipamento, criar robôs, entre muitas outras utilidades.

Você pode ainda utilizá-lo na área de impressão 3D, robótica, engenharia de transportes, internet das coisas, mecânica, inteligência artificial, enfim, em praticamente todos os ambientes e realidades.

Do que é feito o arduino?

Os principais elementos que compõem uma placa Arduino, são:

  • Micro controlador: é o cérebro do Arduino. Um computador dentro de um pequeno chip, que processa o código enviado à placa;
  • Conector USB: conecta a placa ao computador, permitindo a comunicação entre ambos;
  • Pinos de entrada e saída: promove a interação entre o Arduino e o meio externo;
  • Pinos de alimentação: fornecem valores de tensão que podem ser utilizados para energizar os componentes do seu projeto;
  • Conversor Serial-USB e LEDs TX/RX: chip que traduz a comunicação entre o computador e o micro controlador, e LEDs que acendem quando ocorre a transferência de dados;
  • Conector de Alimentação: responsável por receber a energia de alimentação externa;
  • LED de Alimentação: indica se a placa está energizada;
  • LED Interno: conectado ao pino digital 13.

Quais são os tipos de arduino?

Existem muitas opções de Arduino o que é fundamental para aplicabilidade em diferentes funções. A seguir, vamos citar os principais:

  •  Arduino Uno: é a placa mais conhecida e mais utilizada.  É simples, porém com várias possibilidades para o desenvolvimento de diferentes protótipos;
  • Arduino Pro Mini: difere da versão Uno pela ausência da conexão USB própria que a Uno possui;
  • Arduino Leonardo: é uma placa mais avançada. Conecta-se diretamente a um computador, por meio da conexão USB. É reconhecida pelo computador como se fosse um mouse ou um teclado;
  • Arduino Esplora: é uma placa que foi interrompida, apesar de muito interessante. Já vinha com diversos sensores instalados;
  • Arduino DUE: é a que tem maior capacidade de processamento, o que faz dela uma das mais caras;
  • Arduino Mega 2560: é a maior placa da família arduino. Possui um grande número de portas digitais. Recomendada para projetos mais complexos.

Conclusão

Pensar em muitas possibilidades de aplicação nas áreas de automação, sensoriamento e controle de processos e atividades é pensar em arduino.

Com ele pode-se realizar desde coisas mais simples, como acionar uma lâmpada por meio de celular ou regar sua planta automaticamente, até as mais complexas, como o controle de um grande sistema de produção.

A Kalatec está à disposição para te orientar em seu projeto de automação, seja ele industrial, residencial ou predial. Conte com a experiência de nossa equipe especializada.

Conheça o IHM Touch Screen Delta da Kalatec

Posts relacionados

Edilson Cravo

Edilson Cravo

Engenheiro de Aplicação. 22 anos de experiência com 5000 visitas únicas em Indústrias. CMO da Kalatec Automação. Especialista em Controle e Automação (USP). Engenharia de Processo (MAUA) - Gestão de Inovação (ESPM) - Gestão de PME (FGV) e MBA em Vendas (PUC). Foi consultor de projetos no Instituto Nuclear Brasileiro, Embraer, Rede Globo e USP (Projeto Inspire).

Veja também

Abrir WhatsApp