Protocolos de rede: tudo o que você precisa saber
Automação Industrial

Protocolos de rede: tudo o que você precisa saber

Apesar da maioria das pessoas não notarem a sua existência, os protocolos de rede estão presentes no cotidiano, cumprindo um papel fundamental no funcionamento da Internet e no uso de computadores, para formatar e processar dados.

Quando estamos, por exemplo, assistindo a vídeos no YouTube ou trocando e-mails de trabalho, existem protocolos por trás dessas atividades. Sem eles, não haveria comunicação entre servidores e dispositivos, navegação em sites, transferência de arquivos etc.

Prossiga a leitura para saber mais sobre eles e seus principais tipos. Vamos lá?

O que são protocolos de rede?

Também conhecidos como protocolos de comunicação, os protocolos de rede são conjuntos de normas e padrões objetivos compreendidos pelos computadores, servindo como uma linguagem comum e possibilitando a comunicação pela Internet entre dispositivos.

Assim, mesmo que os equipamentos usem processos internos, softwares e hardwares distintos, o uso de protocolos supera essas diferenças, possibilitando uma troca de informações com facilidade e segurança.

Como funcionam os protocolos de rede?

Os protocolos de rede dividem processos de grande escala em tarefas ou funções menores e específicas, ocorrendo em todos os níveis da rede, que trabalham em cooperação.

No modelo padrão OSI (Open Systems Interconnection), um ou mais protocolos de rede gerenciam as atividades em cada camada: as inferiores executam o transporte de dados, e as superiores lidam com softwares e aplicativos.

Apesar de funcionarem de maneira semelhante, cada protocolo atua de maneira específica, pois são desenvolvidos, definidos e publicados por diferentes grupos de organizações.

Protocolos por camada de rede

As redes de computadores são organizadas em camadas, cada uma com uma tarefa específica. Os protocolos de rede apresentam variações segundo o tipo de serviço utilizado e sua camada correspondente:

  • camada de aplicação: WWW, HTTP, SMTP, Telnet, FTP, SSH, NNTP, RDP, IRC, SNMP, POP3, IMAP, SIP, DNS, PING, etc;
  • camada de transporte: TCP, UDP, RTP, DCCP, SCTP, etc;
  • camada de rede: IPv4, IPv6, IPsec, ICMP, etc;
  • camada física: Ethernet, Modem, PPP, FDDI, USB, ISDN, etc.

Principais protocolos de rede

Conheça em detalhes os principais tipos de protocolos de rede.

Protocolo TCP/IP

Essa combinação de protocolos é a mais utilizada no mundo todo para envio e recebimento de dados pela Internet. TCP significa Transmission Control Protocol (Protocolo de Controle de Transmissão), e IP significa Internet Protocol (Protocolo de Internet).

O TCP é o responsável por garantir a entrega organizada e confiável das informações, com checagem eficiente da integridade dos pacotes. O IP faz o roteamento dos dados na rede, enviando-os da melhor forma para o seu destino.

Essa pilha de protocolos divide-se em camadas de aplicação, transporte, rede e interface.

HTTP/HTTPS

Aqui colocamos os protocolos juntos pois, quando falamos em segurança, um é como a evolução do outro.

O HTTP, que significa Hypertext Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Hipertexto), transfere dados entre um cliente, geralmente um navegador que faz solicitações, e um servidor que hospeda um site e responde com as informações que foram solicitadas.

Por sua vez, o HTTPS significa Hypertext Transfer Protocol Secure (Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro) oferece uma camada extra de segurança (SSL/TLS) para criptografar os dados entre cliente-servidor, protegendo-os contra interceptações e/ou modificações e vazamentos.

Protocolo FTP/SFTP

O File Transfer Protocol, que significa Protocolo de Transferência de Arquivos, é um padrão de comunicação usado em operações cliente-servidor e até mesmo em redes locais, para transferência de arquivos, bem como seu nome sugere.

Apesar de simples e muito útil em hospedagens mais tradicionais, tem baixa segurança, por isso, é preferível usar uma versão mais atualizada e com recurso de criptografia, como o SFTP – Secure File Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Arquivos Seguros).

O FTP é altamente útil para ajustes em páginas e funciona essencialmente com dois modelos de conexão: a do cliente (computador) que solicita a conexão e a do servidor que fornece as informações pedidas.

SSH

O SSH significa Secure Shell (algo como Bloqueio de Segurança) e tem o objetivo de ampliar a segurança durante o processo de troca de arquivos entre cliente-servidor. 

Para isso, utiliza recursos como criptografia e chave pública, com login e senha, que ajudam a verificar a legitimidade do local que o cliente quer acessar e a fazer as autenticações necessárias, sem comprometer o desempenho da navegação.

Geralmente, esse protocolo é adotado por desenvolvedores que desejam fazer alterações em páginas e servidores de forma simples e segura.

IMAP

O protocolo IMAP significa Internet Message Access Protocol (Protocolo de Acesso à Mensagem de Internet) e visa gerenciar o correio eletrônico, utilizando portas TCP 143 ou 993, com criptografia via SSL, com recursos superiores ao protocolo POP3, que veremos logo adiante.

Entrega uma experiência avançada, com acesso e gestão de arquivos feitos em tempo real, diretamente no servidor – não é necessário aguardar que a mensagem enviada chegue ao seu destino.

Outra vantagem do IMAP é que ele permite a organização de pastas, pesquisas e anexos, além do gerenciamento de rascunhos e lixeira – algo útil para quem utiliza diferentes equipamentos e quer manter seus arquivos sincronizados.

Protocolo ICMP

O Internet Control Message Protocol (Protocolo de Mensagens de Controle da Internet) é muito utilizado em redes IP para fornecimento de dados de controle, incluindo mensagens de erros – que ajudam na gestão da comunicação das redes.

Apesar de não corrigir esses erros, o protocolo sinaliza para as camadas seguintes, emitindo um aviso de Delivery Problem (Problema de Entrega).

De um modo geral, o ICMP reporta como uma rede está transmitindo os dados e ainda serve para fazer ataques de negação de serviços distribuídos (DDoS).

Protocolo POP3

O último protocolo que destacamos nesse texto é o POP3, acrônimo para Post Office Protocol version 3 (Protocolo de Correios 3), que atua como uma caixa postal para recebimento e armazenamento de e-mails.

Quando o cliente faz a autenticação no servidor, ainda dá para acessar as mensagens que são transferidas para o computador, mesmo sem conexão com a Internet, ou seja, de modo offline.

Quais são os protocolos de rede mais utilizados?

Segundo a Forbes, esses são os protocolos que capacitam e impulsionam as redes modernas:

  • TCP (Protocolo de Controle de Transmissão);
  • UDP (Protocolo de Datagrama de Usuário);
  • FTP (Protocolo de Transferência de Arquivos);
  • HTTP (Protocolo de Transferência de Hipertexto);
  • SNMP (Protocolo Simples de Gerenciamento de Rede);
  • ICMP (Protocolo de Mensagens de Controle da Internet);
  • POP (Protocolo de Correios);
  • IMAP (Protocolo de Acesso à Mensagem de Internet); e
  • SMTP (Protocolo Simples de Transferência de Correio).

imagem com linhas coloridas, cada uma explicando os principais tipos de protocolos de rede

Protocolos de rede mais utilizados na indústria

O trabalho na indústria requer comunicação entre equipamentos – o que é possível com o uso de protocolos de rede, que devem ser escolhidos de acordo com a necessidade de cada negócio. Atualmente, esses são os mais utilizados:

banner Kalatec para servo motores que suportam protocolos de rede

Conclusão

Agora que você conheceu mais a fundo os principais protocolos de rede, consegue compreender melhor o seu papel na comunicação entre computadores – atividade essencial em segmentos como a indústria.

Os protocolos permitem a transmissão de dados, formatando-os, processando-os e armazenando-os de maneira eficiente e segura.

A Kalatec, especialista em automação industrial, está atenta às necessidades de seus clientes e fornece para o mercado brasileiro produtos compatíveis com os protocolos de rede mais importantes e úteis da atualidade, contribuindo diretamente para o sucesso de diferentes empreendimentos.

Se você busca soluções de conectividade e controle industrial, acesse o site da Kalatec para conhecer a linha de produtos e tirar todas as suas dúvidas.

Obrigado por ler até aqui. Até o próximo post!

Posts relacionados

Edilson Cravo

Edilson Cravo

Engenheiro de Aplicação da KALATEC, 23 anos de experiência com mais de 5000 visitas únicas em Indústrias. Especialista em Automação Industrial e apaixonado por Servos Motores, foi treinado nas fábricas EMERSON MOTION CONTROL, YASKAWA, WEG, DELTA, HNC, LEADSHINE e ESTUN. Foi consultor de projetos no Instituto Nuclear Brasileiro, Embraer, Rede Globo, USP (Projeto Inspire) entre outros.

Veja também