Switch Industrial: saiba o que é preciso para escolher o ideal!
Automação Industrial

Switch Industrial: saiba o que é preciso para escolher o ideal!

O ambiente industrial pode ser hostil e agressivo muitas vezes, o que requer dispositivos resistentes. Por isso, ao implementar redes de conexão de dados, o switch industrial é peça fundamental para ter uma boa performance.

Neste artigo vamos te apresentar informações sobre esse dispositivo que deixa a comunicação industrial com mais qualidade. Confira!

O que é um switch industrial?

Switch industrial é um equipamento comutador usado para interconexões de dispositivos dentro de uma rede, criando canais de comunicação dentro dela. Realiza o envio de vários pacotes de dados simultaneamente, criando caminhos únicos e evitando congestionamentos. 

Ele recebe dados e os repassa somente aos destinos corretos, ou seja, máquinas receptoras, sem exposição a outros computadores.

Funciona decodificando os pacotes e identificando o receptor das informações. Os endereços dos destinatários são registrados em sua memória, para serem utilizados em mensagens futuras. Isso ajuda ainda a reduzir o tráfego da rede.

São desenvolvidos para resistirem a muitas condições adversas oferecidas em ambientes industriais, como: vibrações, variações extremas de temperatura, interferências eletromagnéticas, umidade, etc. 

Também atende a diversas recomendações específicas do mercado, como os padrões UL, CE e FCC.

Tudo isso resulta em um equipamento confiável, trazendo uma vida útil prolongada para as redes industriais. Com o uso dos switches, as redes se tornam mais seguras e até mais econômicas.

importância e aplicações do switch industrial

A importância para comunicação em uma rede Ethernet (local)

Com a aplicação das redes industriais – sendo a mais comum a Ethernet – as informações passaram a ser trocadas em tempo real.

Porém, quando os pacotes de dados são transmitidos simultaneamente, é como se uma fila se formasse, em que são enviados um por um, com a necessidade de esperar para cada envio.

Entretanto, podem ocorrer colisões nas transmissões quando há muitos pacotes – algo comum nas indústrias.

Então, o switch apareceu como uma solução para esse problema, sendo capaz de transmitir e receber pacotes de dados em simultâneo. Isso acontece por causa de suas portas independentes, que diminuem consideravelmente as colisões. 

Aplicações do switch industrial

É indicado para oferecer redes velozes e confiáveis. Consegue aumentar a disponibilidade de sistemas de controle.

São projetados para resistir a qualquer ambiente industrial, incluindo os mais rigorosos e considerados críticos como os setores de mineração, óleo e gás, energia, transportes e outras áreas de automação.

Esses ambientes exigem equipamentos industriais robustos que suportem choques, vibrações, temperaturas extremas e outras adversidades.

E o Switch Gerenciável, qual a sua diferença?

O switch industrial pode ser classificado como não gerenciável ou gerenciável. Os não gerenciáveis são reconhecidos assim que instalados e não são configuráveis, atuando basicamente para intermediar a comunicação entre dispositivos.

Já o Gerenciável tem a função de priorizar o tráfego da LAN, transmitindo primeiro os dados mais relevantes, além de ser configurável.

É conhecido pela sua capacidade de priorizar e particionar redes industriais, além de organizá-la para uma comunicação de alta velocidade.

Em resumo, a diferença entre os dois tipos de switch é que os gerenciáveis somente conectam objetos e transmitem as informações para a rede.

Por outro lado, os não gerenciáveis fazem o mesmo trabalho, mas também têm recursos para gerir e controlar dados à longa distância.

Quando utilizá-lo

O switch gerenciável consegue diminuir os períodos de inatividade da rede, por isso é indicado para aplicações que requerem tempos de resposta curtos, sendo recomendado para operações de controle e automação de máquinas.

Usa o mínimo de largura de banda, possibilitando que as informações sejam recebidas branda e ininterruptamente. Isso ocorre graças a sua função chamada Quality of Service (QoS), que privilegia a largura de banda para subconjuntos.

Switch x Roteador Industrial: no que se diferem?

Os dois dispositivos são parecidos e realizam funções semelhantes. Entretanto, cada um tem o seu trabalho específico dentro de uma rede.

O switch atua como um controlador para que os objetos conectados à rede mantenham um diálogo eficaz.

Já o roteador industrial realiza a conexão de redes distintas, seguindo um grupo de regras de roteamento. Ele conecta redes de computadores à Internet.

Em resumo, os switches constroem redes e os roteadores as conectam.

diferença entre o switch e o roteador rede industrial

Vantagens do Switch Industrial frente ao roteador

Os switches se destacam pela capacidade de trabalhar com redes amplas, o que significa que podem ser instalados em empresas de grande porte. São equipamentos robustos, notáveis por suportar elevado fluxo de informações.

Garantem desempenho superior em redes locais e estão disponíveis em várias versões, com recursos cada vez mais modernos e dispondo de diferentes quantidades de portas.

Com esse dispositivo, o desempenho da rede aumenta e a comunicação é sempre disponível, prevenindo as incômodas colisões de dados.

O switch industrial consegue rotear dados até mesmo se houver falhas em locais específicos da rede. Ele faz com que a rede consiga manter uma troca de dados ininterrupta e veloz, por apresentar redundância.

Como avaliar e escolher o switch para automação industrial

qual switch usar para ambiente de automacao industrial

Para eleger o switch industrial ideal, avalie o ambiente onde o dispositivo será instalado e qual é a sua real necessidade. 

Verifique o número de portas correto para o seu caso (no mercado existem opções de 5, 8, 12, 24, 48, etc), velocidade das portas, se é Gerenciável ou Não Gerenciável, se tem suporte a VLANs e QoS, Uplinks de fibra ou UTP, entre outros aspectos a serem considerados na hora da compra.

Observe também se o switch oferece características úteis como:

  • Recurso Full Duplex – função que impede as colisões no tráfego de dados;
  • Range de temperatura – o equipamento precisa ter temperatura extendida de operação, para resistir ao calor dos painéis elétricos;
  • Proteção anti curto-circuitos – importante para a segurança e evitar danos indesejáveis ao equipamento e todo seu entorno.
  • Invólucro metálico – é a proteção do dispositivo contra interferências eletromagnéticas.
  • Recursos de segurança – deve ser dotado de segurança avançada para proteger a rede.
Visite a Kalatec e conheça o Switches Industriais Não Gerenciáveis Delta

Conclusão

Os switches industriais fazem a entrega de dados de pacotes de comunicação com desempenho ideal. A sua capacidade de atuar em ambientes hostis e agressivos é uma vantagem considerável para as indústrias.

Além disso, vimos que a confiabilidade da rede industrial cresce, por causa de recursos como a redundância. 

Na nossa realidade, em que ocorrem ataques cibernéticos, é importante usar equipamentos como os switches para aumentar a segurança nas empresas.Finalizamos recomendando a otimização de suas redes e conexões usando os switches da Kalatec. Nossa equipe está pronta para te ajudar. Fale com nossos especialistas!

Posts relacionados

Edilson Cravo

Edilson Cravo

Engenheiro de Aplicação. 22 anos de experiência com 5000 visitas únicas em Indústrias. CMO da Kalatec Automação. Especialista em Controle e Automação (USP). Engenharia de Processo (MAUA) - Gestão de Inovação (ESPM) - Gestão de PME (FGV) e MBA em Vendas (PUC). Foi consultor de projetos no Instituto Nuclear Brasileiro, Embraer, Rede Globo e USP (Projeto Inspire).

Veja também

Abrir WhatsApp