Redutor de velocidade: onde comprar, componentes e informações úteis
Automação Industrial

Redutor de velocidade: onde comprar, componentes e informações úteis

Para otimizar as operações em sua linha de produção, o redutor de velocidade é peça fundamental. Com suas diversas aplicações possíveis, fica mais fácil aumentar os desempenhos de rotação de acionadores.

Conheça agora um pouco sobre o funcionamento desse conjunto de engrenagens, quais os principais tipos e como fazer a melhor escolha para o seu negócio.

Boa leitura!

O que é um redutor de velocidade e para que serve?

Redutor de velocidade é um dispositivo mecânico que diminui a velocidade de rotação de um acionador, como um equipamento industrial ou doméstico.

Esse elemento, muito usado na indústria, serve para transmitir potência e adequar os movimentos giratórios, aumentando, consequentemente, o torque.

Seu acionamento é feito por motores elétricos, de combustão interna ou hidráulicos, e turbinas a vapor.

Os principais componentes do redutor de velocidade são: engrenagens, rolamentos, eixos de entrada e saída, mancais, retentores, parafusos, tampas e carcaça.

Como é o funcionamento de um redutor?

Um redutor de velocidade é projetado para mudar a intensidade de movimento do acionador.

A fonte de energia gerada por um motor ou turbina é recebida pelo eixo de entrada. O redutor, então, diminui a velocidade liberando uma movimentação mais lenta pelo eixo de saída.

Com o redutor, aumenta-se o desempenho de rotação, o rendimento e a vida útil dos equipamentos fabris, enquanto o nível de ruído e a vibração são diminuídos.

Além disso, trata-se de um dispositivo resistente, compacto e de baixo custo, com ampla aplicação industrial em:

  • máquinas;
  • estufas;
  • espalhadores;
  • elevadores de cargas;
  • britadores;
  • moinhos;
  • moendas;
  • agitadores;
  • pranchas;
  • guinchos;
  • extrusores;
  • pontes rolantes;
  • transportadores;
  • fornos rotativos; entre muitas outras aplicações.

Principais componentes de um redutor de velocidade

Como dissemos acima, o redutor de velocidade é composto por um conjunto de elementos. Veja quais são:

  • carcaça – estrutura em ferro que acomoda e protege as demais peças;
  • eixo de entrada (rosca sem-fim);
  • eixo de saída – produzido em aço, no formato vazado ou projetado;
  • coroa – engrenagem que mantém contato direto com o eixo de entrada, permitindo o controle do movimento;
  • eixos possibilitam o movimento de rotação nas máquinas;
  • mancais são os apoios dos eixos;
  • rolamentos transportam e suportam cargas, facilitando a rotação;
  • retentores;
  • parafusos;
  • tampas;
  • lubrificantes – óleo ou graxa;
  • placa de identificação.
componentes de redutor de velocidade

Qual a diferença entre redutor de velocidade e controlador de velocidade?

A principal diferença entre redutor de velocidade e controlador de velocidade, quando falamos de dispositivos utilizados no trânsito, é que o redutor possui um display para informar a velocidade de um veículo ao cruzar uma via, enquanto o controlador mede a velocidade para fiscalizar se está dentro da faixa de valores permitidos na via.

Quais são as vantagens de utilizar um redutor de velocidade em equipamentos industriais?

O redutor de velocidade proporciona a adequação do funcionamento de máquinas nas indústrias e em usinas, apresentando diversas funcionalidades e trazendo muitos benefícios, como a melhora na produtividade.

Redução de custos

Um dos papéis do redutor de velocidade é proteger os motores contra danos, em situações de sobrecarga, auxiliando o prolongamento de sua vida útil e diminuindo a necessidade de manutenção ou troca, evitando esse tipo de gasto.

Além disso, vale ressaltar a eficiência energética gerada com o uso desse dispositivo, pois ele mantém o motor funcionando em uma faixa de eficiência adequada, reduzindo o consumo de energia.

Leia também: 6 dicas para economizar energia elétrica nas pequenas indústrias

Aumento de desempenho

O redutor de velocidade moderno é capaz de atender às necessidades dos ambientes fabris mais exigentes, atuando diretamente na otimização da eficiência produtiva.

Ele ajuda a manter as máquinas operando, evitando paradas e outros gargalos de produção.

Uma de suas vantagens mais notáveis é que permite a utilização de motores com menor potência para alcançar a saída requerida, impactando positivamente, mais uma vez, os custos operacionais.

Melhores resultados operacionais

O dispositivo dá um controle maior e mais preciso sobre o funcionamento das máquinas, garantindo o sucesso dos processos industriais. Isso auxilia na prevenção de acidentes, ampliando a segurança no trabalho de uma forma geral.

Muitos setores da indústria, como o agrícola, o químico, o alimentício e o metalúrgico se beneficiam de suas vantagens, como a melhora no desempenho de rotação e a diminuição dos níveis de ruído e vibração.

4 principais tipos de redutores de velocidade

Existem diferentes tipos de redutores no mercado. Confira agora os principais e suas características:

Redutor de coroa e rosca sem fim de precisão

redutor de coroa e rosca sem fim de precisão

Este tipo de redutor possui uma rosca sem fim que, quando rotacionada, faz a coroa girar. Então, os dentes da coroa são empurrados pelo movimento do parafuso.

Seu formato quadrado e seus acessórios de fixação (flanges e braços de torque) dão a possibilidade de variadas configurações de montagem nos equipamentos.

O modelo garante boa repetibilidade e é indicado para aplicações de acionamento, posicionamento e alimentadores. Há algumas opções que permitem ajuste de folga em caso de desgaste.

Redutor planetário (precisão) – modelos dentes retos e helicoidais

redutor planetário

Permite a ligação em série e é composto por: uma engrenagem anelar de dentes internos, uma engrenagem central – também chamada de solar, e um conjunto de pequenas engrenagens – chamadas de planetárias.

Tem três engrenagens que orbitam ao redor da engrenagem central, gerando torque de saída e atuando sobre as partes separadas do sistema. 

Assim, consegue adaptar a quantidade de relações de engrenagens às relações de transmissão individuais, alcançando um número de reduções flexível.

Seus dentes podem ser retos ou helicoidais. Devido à fabricação mais simples, os modelos de dentes retos são mais baratos. 

Já as engrenagens de dentes helicoidais reduzem consideravelmente a vibração e o ruído, com uma transmissão homogênea de potência.

O redutor planetário é indicado para aplicações que precisam de confiabilidade e precisão e que demandam alta redução de torque, como nos centros de usinagem.

Redutor de engrenagem utilizado em motores monofásicos AC

redutor de engrenagem

Um dos modelos mais procurados, possui tecnologia simples e exige pouco gasto com manutenção. Esse tipo de redutor de velocidade oferece alta transmissão de torque e níveis elevados de redução de velocidade. 

Suas engrenagens podem ser cônicas ou cilíndricas, sendo que o primeiro tipo oferece alta potência ao torque e é muito aplicado, por exemplo, em máquinas agrícolas.

Seus são geralmente produzidos em aço 40CrMnti, garantindo resistência mecânica. É indicado para trabalhar com equipamentos como motores monofásicos AC.

Redutor Harmonic Driver

redutor de velocidade Harmonic Driver

Os redutores harmônicos são de alta precisão cinemática e folga zero. Têm em sua estrutura três peças principais: uma coroa de dentes internos, um tubo flexível de dentes externos e um rotor elipsoidal. 

Neste modelo, coroa e tubo se mantêm engrenados em pontos de contato. O movimento de redução é obtido por meio da diferença entre a quantidade de dentes do tubo e da coroa – que geralmente tem um ou dois dentes.

Em geral, as relações de reduções do Harmonic Drive são altas, chegando a 160:1, viabilizando movimentos harmônicos de braços robóticos e outros dispositivos de automação industrial.

Aplicações de um redutor de velocidade

  • Equipamentos industriais – em linhas de montagem, esteiras transportadoras, prensas e máquinas de corte;
  • Indústria de energia eólica – para conversão da rotação lenta das pás do rotor em uma velocidade maior, para geração de eletricidade;
  • Movimentação de cargas compõe guindastes, elevadores e outros equipamentos;
  • Robótica – para suportar cargas e controlar braços e articulações de robôs;
  • Indústria alimentícia – no processamento de alimentos, equipando misturadores, moinhos e transportadores;
  • Setor agrícola – está presente em tratores, colheitadeiras, sistemas de irrigação e moagem; etc.

Como escolher o redutor de velocidade industrial?

Há diferentes tipos e tamanhos de redutores disponíveis no mercado que atendem às mais diferentes necessidades. Defina o objetivo da sua aplicação e identifique as características do seu equipamento

Para escolher o melhor redutor, observe a potência que a máquina movida precisa, qual o seu tipo de carga e a sua rotação de operação. Isso ajudará também no momento de fazer o dimensionamento para o trabalho.

Se a sua prioridade for a redução de vibração e ruídos, há modelos de redutores de engrenagem que podem atender bem à sua expectativa. Caso necessite de maior transmissão de potência, opte pelos tipos de redutores com dentes retos. 

Considere também se o produto é fabricado com materiais de qualidade e irá te garantir uma boa relação custo-benefício. Nem sempre a peça mais barata atenderá a sua aplicação de forma eficiente.

Se informe sobre bons fornecedores e escolha empresas que são referência no mercado. Elas devem te orientar a respeito de como fazer as manutenções de seu produto, o que é essencial para a sua correta operação.

Atendendo a esses requisitos, a Kalatec está apta para te ajudar no processo da escolha do redutor ideal e conta com uma equipe de especialistas prontos para te auxiliar a sanar todas as dúvidas. 

Saiba por que comprar redutor de velocidade na Kalatec

A Kalatec Automação está há mais de 35 anos no mercado, oferecendo uma linha de produtos para automação industrial. Seu catálogo inclui modelos de redutor de velocidade para compor diferentes projetos.

Destaque para o Harmonic Drive, um redutor de engrenagens leve e compacto que transmite torque e realiza posicionamento de alta precisão com folga zero.

Para projetos que exigem acabamento fino e detalhista, a Série WAB de Redutores Planetários Helicoidais é perfeita, pois os redutores são fabricados com aço de alto teor de carbono, que concebe resistência mecânica da cementação e têmpera.

A Kalatec tem outros modelos disponíveis, consulte o time especialista para tirar todas as dúvidas.

banner para o redutor de velocidade Kalatec

Conclusão

O redutor de velocidade cumpre o importante papel de mudar a velocidade de rotação e transmitir potência a máquinas industriais.

Uma de suas principais vantagens é o ajuste do torque e velocidade, aumentando a produtividade, além da diminuição dos níveis de vibração, ampliando a durabilidade dos equipamentos.

Para eleger o redutor ideal, é preciso analisar as exigências da sua aplicação, como o tipo de máquina que será movida e qual a sua potência requerida.

Se você continua com dúvidas sobre o redutor de velocidade, não hesite em entrar em contato com a Kalatec para conhecer produtos que atendem de forma segura as mais diversas aplicações. 

Até o próximo artigo!

Posts relacionados

Edilson Cravo

Edilson Cravo

Engenheiro de Aplicação da KALATEC, 23 anos de experiência com mais de 5000 visitas únicas em Indústrias. Especialista em Automação Industrial e apaixonado por Servos Motores, foi treinado nas fábricas EMERSON MOTION CONTROL, YASKAWA, WEG, DELTA, HNC, LEADSHINE e ESTUN. Foi consultor de projetos no Instituto Nuclear Brasileiro, Embraer, Rede Globo, USP (Projeto Inspire) entre outros.

Veja também