Aprenda em 5 passos como comprar o CLP ideal

Considerado um equipamento “cérebro” na automação, o CLP faz toda a diferença na produção industrial, tornando processos mais inteligentes e automáticos

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Está procurando um CLP (Controlador Lógico Programável) para a sua produção e não sabe quais critérios seguir para comprar um? Está no lugar certo!

Nesse artigo vamos ajudar você a realizar a compra adequada, já que essa dúvida é muito comum no setor da automação industrial, afinal o CLP funciona como o “cérebro” de todo um processo e a sua escolha precisa ser correta.

O Controlador Lógico Programável, de acordo com a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), é uma unidade eletrônica digital muito similar aos computadores que usamos só que com uma estrutura física compatível ao chão de fábrica, com hardware e software dedicados à automação industrial. Ele é responsável por armazenar e transmitir informações, além de oferecer “ordens” para os diversos componentes.

Fotografia do produto CPL
O CLP é um dos elementos mais importantes na automação industrial.

Veja abaixo 5 passos fundamentais para escolher um CLP:

1.Fique atento à tecnologia do equipamento

Para obter o melhor desempenho e compatibilidade com o sistema, o ideal é que a alternativa apresente tecnologia de ponta e confiabilidade. Então, veja quais são as qualidades de construção, como a capacidade de recebimento das portas, os protocolos de comunicação e a habilidade de se integrar aos itens modernos. Assim, a compra será mais satisfatória.

2.Opte por equipamentos de fácil instalação

Escolher um CLP com configuração descomplicada traz maior dinamismo para a sua aplicação e menor tempo de espera para o uso. Opte pelos modelos que permitem comunicação CANOpen ou Ethercat, de modo a garantir a velocidade.

Também é uma forma de diminuir os custos, já que significa que não é preciso montar uma estrutura muito específica. Isso permite obter a performance sem comprometer a praticidade.

3.Confira como funciona o software

A fácil instalação, inclusive, deve estar aliada a uma utilização simplificada do software, já que esse é o componente essencial para unir o usuário ao sistema. Ele tem que ser amigável e simples de usar. Uma opção com programação descomplicada reduz erros, evita a necessidade de treinamento muito extensivo e oferece adaptação a cada exigência do negócio.

4.Avalie a velocidade

Em indústrias de alto desempenho, a velocidade está associada à produtividade. Se a solução tem uma alta velocidade de steps, o resultado é mais eficiência e tempo menor para executar as tarefas.

Ao avaliar a compra, não deixe de ponderar essa característica. Entre versões equivalentes, a que tiver maior velocidade de execução e correção pode ser considerada como a melhor.

5.Escolha um fornecedor confiável

O último passo e talvez o mais importante na hora de escolher um CLP, diz respeito à definição de uma empresa fornecedora do equipamento. É fundamental que a empresa disponibilize CLPs de qualidade, confiança e com garantia – apresentando as melhores opções do mercado. Nesses quesitos, a Kalatec Automação é líder no segmento. Como diferencial ainda oferece suporte na hora da compra para tirar dúvidas e proporciona aos seus clientes cursos e treinamentos gratuitos, em plataforma exclusiva, para que todos possam tirar o melhor dos produtos comprados.

Se liga em alguns modelos de CLPs hoje oferecidos pela Kalatec:

5.1 CLP AS300

Fabricada pela Delta, a linha de CLP AS300 conta com soluções desenvolvidas para garantir um excelente desempenho. Os produtos dessa versão são avançados e oferecem controle, com saídas rápidas, de até 6 servo motores. Na comunicação CANOpen, é capaz de controlar até 8 servo motores ASDA-A2.

Ao total, tem capacidade de 32 módulos, dos quais 16 são analógicos e 4 são de comunicação. É bastante aplicado em indústrias como de alimentos, para a parte de embalagens, além de em máquinas têxteis e rotuladoras.

5.2. CLP DVP-15MC

O CLP DVP-15MC é outra opção interessante e que se caracteriza pela segurança e pela versatilidade. Ao total, é capaz sincronizar até 24 eixos interpolados, o que é possível por meio do protocolo CANOpen.

Representa uma evolução do DVP10MC e, por isso, consegue se adaptar ainda melhor à realidade da Indústria 4.0 em diversos setores.

5.3. CLP DVP-50MC

O CLP DVP-50MC é bem parecido com a versão 15MC, já que também é capaz de controlar 6 ou 24 eixos, dependendo das necessidades. Com boa capacidade de atuação e grande rapidez, é aplicável em diversos pontos.

A grande diferença é o protocolo de comunicação. Ele garante uma rápida comunicação via streaming, graças ao uso do protocolo Ethercart.

5.4. DVP28Sv11T2

Apesar de ser de pequeno porte, o DVP28Sv11T2 é a solução com melhor custo-benefício do mercado. Apresenta 4 saídas rápidas e consegue controlar servo motores e motores de passo. Um dos seus destaques é a capacidade de expansão à direita e à esquerda, o que oferece escalabilidade e flexibilidade. Também permite realizar a interpolação de coordenadas entre 2 eixos.

Fale com a Kalatec!

Para tirar dúvidas ou falar direto com especialistas acesse o site da Kalatec –  www.kalatec.com.br. Continue ligado no mundo da automação industrial, curta a nossa página no Facebook e acompanhe o blog! 

Comentário no facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×