4 dicas para obter a melhor performance do motor de passo

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

As máquinas controladas por um motor de passo são amplamente utilizadas em projetos de automação industrial. Elas são boas alternativas para entrar na tendência de Indústria 4.0, em busca de produtividade. Para elevar os resultados, é preciso pensar em meios de ampliar a performance.

O processo exige alguns ajustes e o cuidado com fatores indispensáveis. Desse modo, é possível garantir que os objetivos sejam atendidos com maior facilidade, sem ter que gastar muito mais para isso.

Para ampliar a capacidade de desempenho do motor de passo, veja 4 dicas para colocar em prática!

1. Eleve a velocidade de maneira gradativa

Um dos aspectos que determinam a atuação do componente é a sua velocidade. Alcançar um ritmo mais intenso permite que o item entregue mais resultados e chegue a um nível maior de qualidade. No entanto, não é interessante partir da inércia à máxima velocidade, de uma só vez.

O ideal é realizar um aumento gradual, de modo a conquistar o melhor desempenho. É possível, por exemplo, elevar a corrente elétrica utilizada, dentro das especificações do fabricante e do drive. Além disso, amplie a velocidade prevista de forma lenta, pois isso vai fazer com que, ao final, o componente fique mais rápido.

2. Eleve a voltagem para o motor de passo

Outra maneira de incrementar o desempenho é ao alterar o valor da voltagem fornecida. Desde que não haja uma “proibição” expressa por parte do fabricante, há a chance de oferecer um nível maior de voltagem.

Com essa alteração, é possível alcançar mais facilmente o valor estipulado de corrente. Quando há uma queda nesse nível, a voltagem extra serve para “complementar”, o que ajuda a manter o funcionamento relativamente estável. O maior benefício é a performance amplia do torque, mesmo em altas velocidades. Assim, é possível atender a exigências específicas de certos sistemas.

3. Altere o posicionamento dos indutores segundo as necessidades

É comum que um motor de passo conte com fases que são conectadas por seus indutores. Dependendo da geometria e das características, há um aumento na indutância e na performance, dentro de certos parâmetros. Por isso, vale considerar o que é mais importante para o sistema.

O posicionamento em série permite utilizar toda a amperagem disponível e maximiza a impedância. O impacto é que ocorre um aumento de torque em velocidades menores. Já a série paralela diminui a indutância, mas é ideal para ampliar o torque em altas velocidades. Com isso, é viável atender às necessidades específicas de cada emprego.

4. Cuide da manutenção e da utilização adequada

Além de tudo, é fundamental que o motor passe por processos frequentes de manutenção preventiva e até preditiva. Com o apoio dos profissionais especializados no assunto, é possível evitar os gastos associados às paradas ou ao mau funcionamento.

Também é indispensável utilizar o componente de acordo com as recomendações do fabricante. Por isso, é fundamental ter o suporte de especialistas na hora de fazer a compra. Um fornecedor com essa característica permite que o seu negócio se selecione a alternativa que, de fato, atende às necessidades e interesses. Como consequência, não há subutilização ou uso dentro de parâmetros excessivos.

A melhoria de performance do motor de passo depende de alguns ajustes e das condições adequadas para cada exigência. Ao seguir essas orientações, é possível conquistar os resultados esperados e aproveitar ao máximo o sistema de automação.

Para combinar o desempenho à durabilidade, veja 5 dicas para aumentar a vida útil desse elemento!

Comentário no facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0 Flares Facebook 0 LinkedIn 0 0 Flares ×